Quais as vantagens de ter um Cloud Server? Deixe um Comentário

A computação em nuvem (cloud computing) está entre as grandes tendências da tecnologia digital. Muitos, aliás, apontam que esse tipo de solução será decisivo para os saltos tecnológicos que virão ao longo das próximas décadas.

Mas, na prática, quais os benefícios de migrar de um servidor local para um Cloud? Veja algumas vantagens:

  1. Redução de custos

Sem a necessidade de manter um servidor em seu próprio espaço físico, as empresas que migram para os sistemas em nuvem reduzem gastos com manutenção e atualização de equipamentos (hardware).

É claro que a troca implica o pagamento da assinatura do provedor de serviços em nuvem. Portanto, antes de migrar, é sempre recomendável pesquisar as opções disponíveis, listar prós e contras e definir qual é a mais vantajosa – dependendo das necessidades, do porte e do orçamento de cada empresa.

  1. Flexibilidade

Caso haja um pico ou uma redução da demanda (acessos, vendas etc.), o sistema em nuvem se adaptará a ele, dentro dos limites oferecidos pelo provedor. Eliminam-se, assim, o gargalo da infraestrutura local e o problema da inatividade de equipamentos.

Também vale mencionar a flexibilidade no acesso aos dados: com um servidor Cloud, as informações podem ser acessadas a partir de qualquer lugar, usando qualquer dispositivo – respeitadas, claro, as configurações de segurança. Para muitas empresas, trabalhar em nuvem tem sido decisivo para impulsionar políticas mais efetivas de home office.

  1. Estabilidade

Ao contratar um Cloud, você deixa de depender das condições de sua infraestrutura local: quedas de energia e avaria de equipamentos, por exemplo, não tirarão seu site do ar.

  1. Foco no essencial

Sem a necessidade de administrar equipamentos próprios, negócios que migram para Cloud podem concentrar seus esforços no que é essencial em suas áreas de atuação. Sem rotinas de manutenção de equipamentos, a equipe de Tecnologia da Informação pode se dedicar mais ao desenvolvimento de soluções e melhoria de processos.

  1. Implementação mais rápida

No modelo SaaS (Software as a service), por exemplo, empresas que precisam disponibilizar programas a seus clientes conseguem fazer isso de maneira bem mais rápida – e muitas vezes remota – quando a plataforma está rodando na nuvem. Nesses casos, as condições da rede local do cliente também deixam de ser tão decisivas para o acesso aos dados e sua disponibilidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.